MOSTRA 2020 - BRASIL: UM COLAR DE CORES

Na sua primeira mostra de 2020, a Efeito Home apresenta “Brasil: Um Colar de Cores” - uma homenagem ao Brasil artesanal, cultural e sustentável, de todos os efeitos e magia que, finalmente é reconhecido e aplaudido pelo mercado de alta decoração e design nacional.

A ambientação dos espaços da mostra conta com a assinatura da designer de interiores Dinah Lins, vencedora da premiação de melhor ambiente na categoria Quartos na América da edição CASACOR 2019. Assinando um espaço que homenageou a estilista baiana Irá Salles, intitulado como Quarto da Estilista, a designer utilizou o famoso balanço da Efeito Home, objeto que enriqueceu ainda mais o ambiente de Dinah e que somou no quesito elegância, sofisticação, originalidade e brasilidade.

 

Partindo da tendência “Brasilidade”, a mostra utilizada em todos os espaços do showroom móveis assinados por designers brasileiros. Dinah opta por valorizar o mobiliário que utiliza palhinha e madeira, destacando tons vibrantes, como o azul, eleita a cor de 2020 pela Pantone, além de cores marcantes, como verde e amarelo.

 

 

Os tapetes da mostra são frutos de uma parceria com a Decoralle, que não só veste a camisa da brasilidade, como a da sustentabilidade: todos os tapetes são produzidos com a tecnologia Econyl, fio de nylon sustentável e regenerável, feito através de rede de pesca descartados – e perdidos no mar -, tapetes e carpetes antigos. Esse material regenerado reduz pela metade a quantidade de emissões de carbono em comparação com a produção de nylon antigo, que era derivado do petróleo.

   

 

Giacomo Tomazzi desenvolveu dois modelos: Telha e Pedras. Como o nome já diz, um é inspirado em telhas de barro das fachadas das casas coloniais em Salvador e o outro nas pedras, encontradas pelo designer em uma viagem a Chapada dos Guimarães. Ambos os produtos possuem alternância de formas geométricas e orgânicas, sem deixar de lado o ar vintage. 

 

 

 

       

 

Inspirado em sua infância, o tapete Quintal remete as folhas caídas no quintal de sua casa, para isso Paulo Alves usou 3 alturas, texturas diferentes trazendo assim, um efeito 3D que fascina quem olha. 

 

Já a especialista em tecelagem e tapeçaria, Nadia Rezende, representou uma parte de um todo que se quebrou da história indígena, que vem sobrevivendo aos pedaços através dos tempos. Os desenhos são uma homenagem ao índio brasileiro que se comunica com signos, representados e interpretações pela artista nos tapetes. Os modelos possuem linhas esculpidas que exploram os relevos e a tridimensionalidade. 

 

                   

 

O tapete Beijo foi destaque no Ambiente por Dinah Lins. O espaço sóbrio ganhou alegria e autenticidade– o tapete foi inspirado pela arte concreta e possui formas geométricas e uma composição cromática bem viva. Possui a versão tapeçaria e em ambas as versões as franjas coloridas são elementos compositivos que remetem a tapeçaria clássica. 

Última modificação emQuinta, 27 Agosto 2020 11:40
Aparadores
Bancos e Puffs
Bar
Buffet e Cristaleiras
Cadeiras
Chaise
Luminárias
Mesa de Centro
Mesa de Jantar
Mesa Lateral e Apoio
Poltronas
Sofás